(+351) 217 804 160 geral@meloalves-advogados.com

Corrupção: Razões das poucas condenações – Causa I, in Jornal o Crime

É comum dizer-se que os crimes de corrupção, na sua maioria, não são descobertos e quando investigados e levados a tribunal os arguidos são absolvidos. A causa primeira – não a decisiva – do índice baixo de condenações prende-se com aquilo que na criminologia se designa por cifras negras. o corrupto e o corruptor estão de acordo na prática deste crime e por isso ambos respeitam um pacto de silêncio sobre os actos que praticaram. Designadamente, nos crimes de corrupção, onde estão em causa avultadas somas monetárias para os dois lados, ambos têm interesse em ocultar as provas que os possam incriminar. Já assim não acontece na generalidade dos crimes: no roubo, na burla, no homicídio, na violação a vítima tem todo o interesse em denunciar e colaborar com as autoridades na descoberta e con- denação dos seus autores. o corrupto e o corruptor escolhem o momento e o local da prática do crime, o que dificulta a investigação. Ao invés, nos crimes com vítima o local e o momento é sempre condicionada pela vítima.